Quem sou eu

Giruá, RS, Brazil
A Carmelita Contemplativa responde ao convite de Jesus Cristo seguindo o Seu caminho, o Seu projeto de vida, a Pessoa de Jesus, no Carmelo. No evangelho vemos que Jesus trabalhou, ensinou, curou doentes, visitou famílias, anunciou a boa nova do Reino, rezou... Nós, Irmãs Carmelitas Contemplativas reproduzimos na Igreja a vida orante de Jesus. Através da Oração somos discípulas e missionárias de Jesus até os confins do mundo. Carregamos no coração as esperanças, as alegrias, a dor, o sofrimento, as lutas, o progresso, enfim tudo o que faz parte da vida de nossos irmãos e irmãs que caminham neste mundo e também aqueles nossos irmãos e irmãs que já partiram deste mundo e ainda esperam a plena posse da felicidade eterna e, em nossa oração apresentamos tudo isso com Jesus ao Pai.

20 de maio de 2018

O ESPÍRITO SANTO É AMOR!

Como a neblina envolve a natureza
o Espírito de Deus, o Espírito de amor
o Espírito santificador
envolve nosso ser para estarmos
 mais intimamente unidos ao nosso 
Criador e Pai!
Somos partes de sua criação
amados como únicas criaturas...
 O Espírito Santo nos reúne e une!


 Maria, sempre presente 
na ação do Espírito Santo na vida da Igreja 
e em nossas vidas.
 A Luz do Espírito Santo ilumine
 e guie nossos passos na direção 
do Eterno!
Dom da Sabedoria!
Este dom nos ensina a ser sábios diante da vida.
É ver a história e os acontecimentos 
com os olhos do Pai.
Ela desperta o gosto pelas coisas divinas 
e ilumina nosso caminho. 
A Sabedoria nos leva ao verdadeiro 
conhecimento de Deus e à busca dos valores da vida.
 Sábia é a pessoa que pratica a justiça,
 tem coração misericordioso, 
ama intensamente a vida, 
porque esta é dom de Deus! 
Dom do Entendimento
Inteligente é a pessoa que está com
 os pés no chão e sabe discernir o que acontece
 à sua volta.
O dom da inteligência nos ajuda a perceber
 o que é a favor da vida ou contra ela
Este dom propicia-nos compreender 
as verdades da salvação, reveladas na Bíblia
 e nos ensinamentos da Igreja.
 Leva-nos a ver, conhecer e entender os 
sentimentos e as atitudes do coração 
das outras pessoas!
Dom da Fortaleza
Com este dom, o Espírito Santo nos ajuda a
superar as dificuldades e as propostas
enganadoras.Fortaleza nos lembra resistência e luta.
busquemos ser fortes para resistir ao mal.

Este dom torna as pessoas fortes e corajosas
 para enfrentar as dificuldades da vida;
anima os jovens a ater esperança no futuro, os
pais a assumir com otimismo
 os próprios deveres e todos a buscar
uma sociedade fraterna.

Dom do Conselho.
Este dom nos ensina a estar abertos à graça
e à ação de Deus, que nos orientam no
 caminho da vida. À medida que nos abrirmos
 à graça divina, mais sábios e melhores
 conselheiros nos tornamos.

É o dom de orientar e ajudar a quem precisa.
Ensina-nos a dialogar fraternalmente, em família
e em comunidade, acolhendo o diferente
que vive ao nosso lado. Capacita-nos a animar
os desanimados e a fazer sorrir
os que sofrem.

Dom da Ciência.
O dom da ciência ou conhecimento
nos ajuda a aplicar em favor da vida
e do bem-estar dos menos favorecidos,
as luzes obtidas por meio do estudo
e da experiência.

A ciência nos leva a buscar justiça e igualdade para todos.
Capacita-nos a descobrir, inventar e criar alternativas
para salvar o ser humano e a natureza.
Suscita atitudes de participação,
de empenho e de ousadia perante
a cultura da morte.
Dom da Piedade
O dom da Piedade produz em nós 
uma afeição filial para com Deus,
 adorando-o com amor sobrenatural e santo ardor, 
e uma terna afeição para com as 
pessoas e coisas divinas. 
Aprimora em nós a virtude da justiça, 
sob todas as suas formas, a da religião, 
a da piedade e a da gratidão. 
Pela virtude da justiça, damos ao outro (a Deus ou ao próximo)
 aquilo que lhe pertence. Pelo dom da piedade,
 damos ao outro tudo o que podemos dar, 
sem medidas. 
Deus nos trata com piedade. 
Dá-nos o que necessitamos, muito mais do 
que aquilo que merecemos. 
Dom do Temor de Deus
Dom do respeito a Deus
Este dom nos ajuda a dar a Deus o devido valor
 e lugar na nossa vida. O respeito deve estar 
baseado no maior e na gratuidade do relacionamento.
 Como fruto do amor ele gera vida. 
O respeito a Deus nos leva a considerar
 a pessoa em sua individualidade.  
Este dom nos consciência de que Deus 
nos ama anates e acima de tudo.
Por isso somos chamados a corresponder a este amor,
 que nos leva a viver também o dom da piedade, 
o qual aparece pela primeira vez no texto 
de Isaías 11,2.
Devemos pedir diariamente os dons do Espírito Santo
e com eles nos vem os frutos que 
nos ajudam a ter uma convivência fraterna 
saudável e alegre.
A vida com Jesus é como uma árvore 
que cresce, amadurece e dá fruto. 
À medida que você cresce com Jesus,
 o Espírito Santo transforma sua vida, 
tornando você mais maduro.
os frutos do Espírito :
 amor, alegria, paz, paciência, amabilidade, 
bondade, fidelidade, mansidão e domínio próprio. 
Contra essas coisas não há lei.
 Gálatas 5:22-23


No término do tempo pascal o Círio é apagado.
 e a pequena Tainá ajuda a apagar a velas.
"Deixai vir a mim os pequenino, porque deles
 é o Reino do Céus"
Vinde, Espírito Santo, enchei os corações 
dos vossos fiéis, e acendei neles 
o fogo do vosso amor!
Espírito Santo, concedei-me o dom da sabedoria, 
a fim de que cada vez mais aprecie as coisas divinas 
e, abrasado pelo fogo do Vosso amor, 
prefira com alegria as coisas do céu a tudo o 
que é mundano, e me una para sempre a Cristo, 
sofrendo neste mundo por seu amor.
Espírito Santo,
 concedei-me o dom do entendimento,
 para que, iluminado pela luz celeste da Vossa graça,
 entenda bem as sublimes verdades da salvação 
e da doutrina da santa religião.
Espírito Santo, 
concedei-me o dom do conselho,
 tão necessário nos melindrosos passos da vida,
 para que escolha sempre aquilo que mais seja 
do Vosso agrado, siga em tudo a 
Vossa divina graça e saiba socorrer o meu próximo
 com bons conselhos.
Espírito Santo,
 concedei-me o dom da fortaleza,
 para que despreze todo o respeito humano, 
fuja do pecado, 
pratique a virtude com santo fervor
 e afronte com paciência, e mesmo 
com alegria de espírito, o desprezo, o prejuízo,
 as perseguições e a própria morte, antes 
de renegar por palavras e 
obras a Cristo.
Espírito Santo, concedei-me o dom da ciência, 
para que conheça cada vez mais a minha
 própria miséria e fraqueza, a beleza da virtude 
e o valor inestimável da alma, e para que veja 
sempre claramente as ciladas do demônio,
 da carne, do mundo, a fim de as evitar. 
Espírito Santo, 
concedei-me o dom da piedade, que tornará 
delicioso o meu trato e colóquio Convosco 
na oração e me fará amar a Deus com íntimo amor 
como a meu Pai, a Maria Santíssima 
e a todos os homens como meus irmãos,
 em Jesus Cristo.
Espírito Santo, 
concedei-me o dom do temor de Deus, 
para que eu me lembre sempre, com suma reverência
 e profundo respeito, a Vossa divina presença, 
trema como os próprios anjos diante da Vossa 
divina majestade e nada receie tanto 
como desagradar-Vos!

22 de abril de 2018

SOU BOM PASTOR!

A liturgia de hoje celebra o domingo do bom Pastor,  
dia  de  Oração  pelas Vocações  Sacerdotais. 
 Nos  pastores  da  Igreja Jesus  manifesta 
 ainda  hoje, no  meio  de  nós, 
 a sua  solicitude  de  Pastor.
Na  pessoa  de  nossos  pastores, 
 os  padres e  bispos,  Jesus  manifesta  sua  solicitude 
 de  Pastor  para  conosco,  as ovelhas  de  seu  rebanho. 
  ELE "é  pedra  que  os  pedreiros  rejeitaram,
tornou-se  agora  a  pedra  angular."
 Ele manifesta seu poder em todas as coisas, 
criação e obra SUA!
  A beleza de Suas obras são manifestas!
Quem poderá resistir ao seu amor de pai 
e Pastor zeloso que cuida de tudo 
com carinho?
 "Eu cuido das minhas ovelhas,
conheço sua voz e elas me conhecem"
 Queridas Mães e Madrinhas
Caros Pais e Padrinhos Orantes para os Sacerdotes!
“Pedi, pois, ao Senhor da colheita que envie trabalhadores
para sua colheita!” (Mt 9, 38).
 O Padroeiro dos Sacerdotes, 
São João Maria Vianney (Curad’Ars), 
afirma: 
“Esta é a mais bela profissão do ser humano: 
rezar e amar...
 A oração nada mais é do que a união com Deus. 
Quando alguém tem
o coração puro e unido a Deus, sente em si mesmo 
uma suavidade e
doçura que inebria, e uma luz maravilhosa 
que o envolve...
Nossa oração é o incenso que mais 
agrada a Deus...
A oração é como o mel que se derrama 
sobre a alma e faz com que
tudo nos seja doce”.
“Para mim, escreve Santa Teresinha do Menino Jesus, 
a oração é um impulso do coração, 
é um simples olhar lançado ao céu,
 um grito de reconhecimento e amor no meio 
da provação ou no meio da
alegria”.
Maria é a Orante perfeita. 
Peçamos, então, a Maria, nossa Mãe e
Mãe dos Sacerdotes, 
que nos acompanhe toda vez que nos reunimos
para rezar pelos nossos queridos Padres.
Uma especialíssima bênção e a 
certeza da minha prece.
 “Ó Jesus, Sumo e eterno Sacerdote,
 conservai este vosso sacerdote sob
a proteção de vosso Coração amabilíssimo,
 onde nada de mal pode acontecer.
Conservai ilibadas as suas mãos ungidas
 que tocam todos os dias o vosso
Corpo Santíssimo. 
Conservai puro e desapegado dos bens da terra 
o seu coração, que foi
selado pelo caráter sublime de vosso glorioso sacerdócio.
Fazei-o crescer no amor e fidelidade para convosco 
e preservai-o do contágio do mundo.
Dai-lhe também, juntamente com o poder
 que tem de mudar o pão e o
vinho em vosso Corpo e Sangue, 
o poder de mudar os corações dos seres humanos. 
Abençoai os seus trabalhos, com abundantes frutos, 
e concedei-lhe
um dia a coroa da Vida Eterna. 
Amém”.

8 de abril de 2018

A MISERICÓRDIA SEMPRE TRIUNFA

No segundo Domingo da Páscoa, 
a Igreja celebra a Festa da Divina Misericórdia. 
São João Paulo II soube valorizar a experiência 
mística de Santa Faustina Kowalska.
 A Igreja tem sempre a graça de contar
 com pessoas que se deixam raptar pela 
grandeza do amor de Deus,
 para anunciá-lo aos outros.
 Continua muito válido recorrer
 aos místicos, cuja percepção
 dos mistérios vai além 
dos pobres raciocínios humanos.
 O significado e sentido 
da misericórdia
A misericórdia é uma magnífica 
manifestação do amor do Senhor; 
é “filha predileta do amor e irmã da sabedoria,
 nasce e vive entre o perdão e a ternura” 
(Ignacio Larañaga). 
"Só o amor poderia criá-la, e nasce de bondade 
que liga Deus aos seres humanos, 
prescindindo da situação moral
 e social da humanidade, pois ela é gratuita 
na iniciativa do amor."
 E sua misericórdia se manifesta justamente 
naquele que mostra as chagas da crucifixão,
 abre os braços, sopra o dom do Espírito Santo 
e dá a missão do perdão e da reconciliação à sua Igreja: 
“A quem perdoardes os pecados, 
serão perdoados; a quem os retiverdes,
 lhes serão retidos” (Jo 20, 23). 
 "Tome acreditaste porque me viste?"
"Felizes o que não viram e acreditaram!"
Entre eles estamos nós que não
 O vimos e a Nele acreditamos
  É difícil permanecer duros e insensíveis 
diante de quem grita com lágrimas e suspiros! 
“Cor” remete a “coração”, 
que na compreensão cristã diz respeito ao 
centro da vida espiritual, sede dos sentimentos
 de alegria, dor, amor, serenidade. 
É aqui, no sentido amplo de coração, 
que fazemos a avaliação das escolhas 
decisivas da vida. 
A MÃE DO DIVINO MISERICORDIOSO
E o coração aponta também para 
o núcleo último do ser humano 
e sua personalidade inteira, 
sua vida interior e seu temperamento. 
Coração dado, apaixonado pela miséria,
 eis a Misericórdia.